Site do Movimento dos Catadores de Materiais Recicláveis. Clique aqui


A Reciclagem integradora dos aspectos ambientais, sociais e econômicos

Livro de Pólita Gonçalves.

clique aqui. 

Bookmarks

Favorite o site lixo.com.br em seu marcador online preferido:

Add to: Mr. Wong Add to: Webnews Add to: Icio Add to: Oneview Add to: Kledy.de Social Bookmarking Add to:  FAV!T Social Bookmarking Add to: Favoriten.de Add to: Seekxl Add to: Social Bookmark Portal Add to: BoniTrust Add to: Power-Oldie Add to: Bookmarks.cc Add to: Newskick Add to: Newsider Add to: Linksilo Add to: Readster Add to: Yigg Add to: Linkarena Add to: Digg Add to: Del.icoi.us Add to: Reddit Add to: Jumptags Add to: Upchuckr Add to: Simpy Add to: StumbleUpon Add to: Slashdot Add to: Netscape Add to: Furl Add to: Yahoo Add to: Blogmarks Add to: Diigo Add to: Technorati Add to: Newsvine Add to: Blinkbits Add to: Ma.Gnolia Add to: Smarking Add to: Netvouz Add to: Folkd Add to: Spurl Add to: Google Add to: Blinklist Information

Visitantes online

Temos 15 visitantes on-line
Coleta Seletiva - O que é Reciclável? PDF Imprimir E-mail
 

O que é e o que não reciclável?

 

São considerados recicláveis aqueles resíduos que constituem interesse de transformação, que têm mercado ou operação que viabiliza sua transformação industrial. Para citar um exemplo: fraldas descartáveis são recicláveis (www.knowaste.com), mas no Brasil não há essa tecnologia (ainda). Portanto não há destino alternativo aos lixões e aterros sanitários para fraldas descartáveis no Brasil. Logo, fraldas descartáveis não se configuram como materiais recicláveis no nosso contexto. Este exemplo também é bom para demonstrar como não há “receita de bolo”  e a importância de o programa de coleta seletiva ter coerência com a realidade local, isto é, a realidade social, ambiental e econômica.

Na lista abaixo há materiais ditos não recicláveis que em certas regiões tem compradores, podendo ser considerados portanto recicláveis.

 

Atenção: não é necessário separar por cores,

Basta separar os recicláveis dos não recicláveis (lixo seco e lixo úmido)


Papel

Recicláveis

 

Folhas e aparas de papel

Jornais

Revistas

Caixas

Papelão

Formulários de computador

Cartolinas

Cartões

Envelopes

Rascunhos escritos

Fotocópias

Folhetos

Impressos em geral

Tetra Pak

Não Recicláveis

 

Adesivos

Etiquetas

Fita Crepe

Papel carbono

Fotografias

Papel toalha

Papel higiênico

Papéis engordurados

Metalizados

Parafinados

Plastificados

Papel de fax

 

Cuidados especiais:

Devem estar secos, limpos (sem gordura, restos de comida, graxa), de preferência não amassados. As caixas de papelão devem estar desmontadas por uma questão de otimização do espaço no armazenamento.

 

 

Metal

Recicláveis

 

Latas de alumínio

Latas de aço: óleo, sardinha, molho de tomate.

Ferragens

Canos

Esquadrias

Arame

Não recicláveis

 

Clipes

Grampos

Esponja de aço

Latas de tinta ou veneno

Latas de combustível

Pilhas

Baterias

Cuidados especiais:

Devem estar limpos e, se possível, reduzidos a um menor volume (amassados)

 

Plástico

Recicláveis

 

Tampas

Potes de alimentos

PET

Garrafas de água mineral

Recipientes de Limpeza

Higiene

PVC

Sacos plásticos

Brinquedos

Baldes

Não recicláveis

 

Cabo de panela

Tomadas

Adesivos

Espuma

Teclados de computador

Acrílicos

Possivelmente recicláveis

 

Isopor tem reciclagem em algumas localidades

Cuidados especiais:

Potes e frascos limpos e sem resíduos para evitar animais transmissores de doenças próximo ao local de armazenamento .

  

Vidro

ecicláveis

 

Potes de vidro

Copos

Garrafas

Embalagens de molho

Frascos de vidro

Não recicláveis

 

Planos

Espelhos

Lâmpadas

Cerâmicas

Porcelanas

Cristal

Ampolas de medicamentos

Cuidados especiais:

Devem estar limpos e sem resíduos. Podem estar inteiros ou quebrados. Se quebrados devem ser embalados em papel grosso (jornal ou craft).