Site do Movimento dos Catadores de Materiais Recicláveis. Clique aqui


A Reciclagem integradora dos aspectos ambientais, sociais e econômicos

Livro de Pólita Gonçalves.

clique aqui. 

Bookmarks

Favorite o site lixo.com.br em seu marcador online preferido:

Add to: Mr. Wong Add to: Webnews Add to: Icio Add to: Oneview Add to: Kledy.de Social Bookmarking Add to:  FAV!T Social Bookmarking Add to: Favoriten.de Add to: Seekxl Add to: Social Bookmark Portal Add to: BoniTrust Add to: Power-Oldie Add to: Bookmarks.cc Add to: Newskick Add to: Newsider Add to: Linksilo Add to: Readster Add to: Yigg Add to: Linkarena Add to: Digg Add to: Del.icoi.us Add to: Reddit Add to: Jumptags Add to: Upchuckr Add to: Simpy Add to: StumbleUpon Add to: Slashdot Add to: Netscape Add to: Furl Add to: Yahoo Add to: Blogmarks Add to: Diigo Add to: Technorati Add to: Newsvine Add to: Blinkbits Add to: Ma.Gnolia Add to: Smarking Add to: Netvouz Add to: Folkd Add to: Spurl Add to: Google Add to: Blinklist Information

Visitantes online

Temos 4 visitantes on-line
Coleta Seletiva - Cores PDF Imprimir E-mail

Mais importante que as cores e o numero de coletores é a coerência com o que vem antes e o que vem depois.
Antes: Qual é o padrão predominante de geração de resíduos aqui?
Depois: Como a Cooperativa prefere receber?

O fato é que na maioria das vezes a coleta não é multiseletiva, ou seja, não há uma coleta para cada tipo de material, como acontece na Europa onde o sistema de 4 cores surgiu. Aqui o mesmo caminhão vai coletar todos os materiais recicláveis. Quem observa a coleta se sente frustrado após o esforço de separar por cores.
Ademais a comercialização dos recicláveis se dá após uma separação muito mais fina. Os plásticos, por exemplo, ao chegarem na cooperativa, deverão ser selecionados por tipo e cor e só então enfardados para a comercialização. Há mais de 300 tipos de plásticos. Da mesma forma o papel, são separados por tipo: papel branco, revista, jornal, papelão, papelão com impressão de um lado, papelão com impressão dos dois lados, e assim vai.
Ou seja: mesmo que a separação na fonte seja feita em quatro cores no galpão terá de haver uma nova separação.

Outros motivos para não se separar em 4 cores.
  • O espaço necessário é maior;

  • Dificuldade de enquadrar alguns materiais como a embalagem longavida. Elas são feitas de papelão, alumínio e plástico. Em que lixeira devo colocar? E o isopor, em que lixeira colocar?

  • Com uma lixeira para todos os recicláveis podemos utilizar o sistema de lixeiras individuais aumentando a responsabilidade individual pela separação dos recicláveis.


               

Esse é o sistema Canadense muito utilizado nos EUA e recomendado pelas cooperativas brasileiras.
 
Não obrigatoriamente deve ser azul. Pode ser de outra cor.
A escolha da cor da lixeira dever ser coerente com a geração, com a logística e  com a cultura local.

Consulte a Cooperativa ou associação de Catadores de Materiais Recicláveis qual é a melhor forma de separar o material a ser coletado por eles.


Pela resolução conama estas são as cores para a coleta multiseletiva
 



 
 

 

 
 
 
Mas tantas cores causam na verdade bastante confusão para aquele que está tentando mudar seu comportamento.
Muitas vezes o que se vê é isso:
 

FOTO:Mendel Lewcovitz


Não Poderia ser assim? (foto de lixeiras de porto Alegre)